UM INTRUSO NO NATAL

A lenda do Papai Noel tem suas origens em um monge chamado Nicolau, que viveu no final do século 3º onde hoje é a Turquia. Vivendo em tempos de perseguição do Cristianismo, Nicolau foi um dos que foram presos e torturados por se recusaram a negar a Cristo.

Contudo, sua fama ficou atrelada às histórias de sua bondade: conta-se que, sendo herdeiro de uma família rica, ele viajava ajudando os mais carentes, especialmente as crianças órfãs. Daí veio o costume dos pais atribuírem a ele os presentes das crianças – mas somente das que haviam sido boazinhas durante o ano.

Com o passar dos séculos, sua fama cresceu tanto que era admirado e celebrado por toda a Europa, mesmo em países protestantes, que não reconheciam sua canonização.

Mas foi no século 19 que sua figura evoluiu para aquilo que conhecemos. Alguns poemas infantis sobre o velho monge descendo pela chaminé na noite de Natal para deixar presentes para as crianças ganharam popularidade. Em 1881, o cartunista Thomas Nast baseou-se neles para desenhar o Papai Noel como um homem gordo e alegre, com uma barba farta e branca, em sua roupa vermelha enfeitada, segurando um saco cheio de brinquedos feitos por seus duendes em sua oficina no Polo Norte.

Hoje, o bom velhinho é figurinha fácil em shoppings, vitrines de lojas, propagandas de produtos natalinos e especiais de Natal na televisão. É difícil fazer qualquer crítica a alguém tão bonachão e alegre (“Ho-ho-ho!”). Mas o irmão Nicolau certamente não gostaria de saber que roubou a cena numa data tão importante.

É sempre bom relembrar – a crianças de todas as idades – que o Natal não é primeiramente sobre comprar presentes para as crianças que se comportaram bem, mas sobre pecadores arrependidos de todas as idades, recebendo de graça o dom da vida eterna (Mt 1.21).


Pr. Alceu Lourenço

Rua Estácio Ferreira, 166 – Freguesia do Ó, São Paulo – SP, 02926-050

Seja Bem-Vindo

“Você e sua família são bem-vindos”

Endereço

Rua Estácio Ferreira, 166
Freguesia do Ó
São Paulo – SP
CEP: 02926-050

© 2020 - Igreja Presbiteriana da Freguesia do Ó - Todos os direitos reservados

Open chat
Olá, seja bem-vindo!